segunda-feira, 8 de agosto de 2011

O VELHO E A CRIANÇA

Ficaram se encarando um bom tempo, um esperando o outro tomar iniciativa. Se viam de duas extremidades opostas e sentiam que precisavam conversar sobre a vida.

Finalmente um tomou a iniciativa:
- Oi, porque estavas triste? não está de bem com a vida?
- A vida. Ela que me deixou assim.
- Ora, triste? só te vejo em boa condição.
- Boa condição? eu? haha! rir pra não chorar.
- Deixe de ser besta. Você já deve ter aprendido muita coisa assim como...
- Aprendi. Tenho uma mente e um coração e eles guardam tanta coisa que você nem imagina, ninguém imagina.
- Eu imagino...
- Não. Você não imagina! eu tenho olhos mas não enxergo direito. Tenho ouvidos mas só escuto zumbidos. Minhas pernas se cansam só de pensar em caminhar. Meu cérebro não funciona direito, não se concentra em nada. Minha mente só serve para tocar meu coração de um jeito que não deveria, que o faz doer. Eu vivo aflito, e porra, só sou um menino. Aí vocês, velhos cegos e otimistas, só sabem falar de vocês, não tentam compreender ninguém. Sabe, hoje é muito mais difícil eu sobreviver nesse mundo do que você. Hoje eu tenho apenas nove anos e tenho que me preocupar com o mundo que vai acabar, com as ruas que não posso andar e com o jeito que devo me comportar. Vocês são felizes e querem sempre ver todos assim. Então ME DEIXA curtir a minha infelicidade, você não sabe nada da minha vida e deveria ficar na sua, velho caquéctico!!! vai curtir a sua aposentadora e me deixa aqui, deixa eu acabar com a minha vida antes que ela chegue perto da sua e eu me torne mais um emoticon sorrindo por qualquer pombo que queira comer os milhos que jogo no chão. Mesmo me matando, eu estou mais vivo que você.
-...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não hesite em postar, eu gosto.